Nosso Blog

O processo de ensino-aprendizado

Publicado por

Maria Clara Lauar

A leitura no processo de ensino-aprendizado da escola

No processo de ensino-aprendizado da escola, ler é descobrir um novo mundo e absorvê-lo. Mas, sobretudo, impregná-lo de significado próprio. A visão que se tem da criança perpassa o processo de alfabetização. A leitura no aprendizado tem um papel importante nesse processo.

Portanto, a escola que acreditamos vê a criança como sujeito com competências linguísticas e cognoscitivas, com habilidades para descobrir, aprender, conhecer; pessoas desejantes, pensantes e falantes.

A leitura no aprendizado

Em suma, a leitura é muito importante para o aprendizado infantil. Sendo assim, a leitura no aprendizado deve ser planejada e pensada pela escola. Segundo Vygotsky:

“O processo de ensino-aprendizado na escola deve ser construído. Então, tomando como ponto de partida o nível de desenvolvimento real da criança. Num dado momento e com relação a um determinado conteúdo desenvolvido. Além de ter como ponto de chegada os objetivos estabelecidos pela escola, supostamente adequados à faixa etária e ao nível de conhecimento e habilidades de cada grupo de crianças. O percurso a ser seguido nesse processo estará balizado também pelas possibilidades das crianças, isto é, pelo seu nível de desenvolvimento potencial”  – Oliveira, Marta Kohl).

Desse modo, quando acolhemos a criança no ambiente escolar, uma série de construções começam a ser feitas, entre todos os envolvidos, no aprendizado da leitura. Afinal, ela traz um repertório valorizado, habilidades e competências estimuladas nessa trajetória.

Preditores e a leitura no aprendizado

Ademais, preditores importantes são trabalhados no dia a dia: esquema corporal, lateralidade, posição, direção, espaço, tamanho, quantidade, forma, discriminação e processamento visual, discriminação e processamento auditivo, verbalização de palavras, análise/síntese, coordenação motora fina e ampla, aspectos emocionais e sociais.

leitura no aprendizado

Dividimos as habilidades em:

Consciência Fonológica

  • Ouvir palavras individuais;
  • Ouvir as palavras que rimam;
  • Ouvir sílabas individuais.

Consciência Fonêmica

  • Ouvir/manipular sons no começo/fim de palavras;
  • Ouvir/manipular sons no meio de palavras;
  • Ouvir quantos sons existem em uma palavra;
  • Ouvir se sons são iguais/diferentes.

Fonética

  • Conectando sons a letras escritas/combinações de letras para leitura (decodificação);
  • Conectando letras escritas a sons para orografia (codificação).

Por fim, a fluência e a compreensão da leitura estabelecem-se. Sendo assim, o caminho para este processo de ensino-aprendizado na escola é deliciosamente longo, repleto de aventuras, idas e vindas, mãos dadas, relações, tropeços, surpresas, gargalhadas, histórias… 

Portanto, vale sempre entender um pouco mais de teoria para usufruir com a criança dessa trajetória tão linda!

Níblia Soares Moreira
Coordenadora Pedagógica

Escola Bilboquê Buritis

Enviar
1
Precisa de Ajuda?
Olá, quero solicitar mais informações sobre o processo de Matrícula da Escola Bilboquê.