Nosso Blog

Publicado por

Maria Clara

A aprendizagem do inglês na primeira infância

Apresentar o inglês às crianças ainda é uma grande incógnita para muitos pais. As dúvidas logo surgem ao pensar em matricular um filho na escola que pratique o ensino de uma segunda língua. Mas, afinal, vale mesmo à pena incentivar a aprendizagem do inglês na primeira infância ou um novo idioma pode atrasar o aprendizado?

Estudar inglês na educação infantil faz com que a criança, além da aquisição de um novo idioma junto ao português, desenvolva outras capacidades com muito mais agilidade. O estímulo a outra língua ajuda nas funções cognitivas dos bebês e das crianças, o que é muito positivo para o aproveitamento de outras áreas do desenvolvimento. Quanto mais cedo o cérebro aprende a se exercitar, mais rápido ele se desenvolve em outros aspectos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Concordia University no Canadá, comprovou-se que as crianças bilíngues desfrutam de mais benefícios cognitivos e facilidade em resolver conflitos. Foi também comprovado que, até os 18 anos de idade, a capacidade de aprender um novo idioma é maior, sendo ainda mais aflorada entre 2 e 4 anos.

A educação infantil é a primeira vivência educacional e é um momento de muita importância para o desenvolvimento global dos pequenos. Assim, a escola desempenha um papel essencial no estímulo de uma nova língua. Por isso, a aprendizagem do inglês na primeira infância, ou a outro idioma, desde os primeiros anos, contribui de forma significativa para criarmos cidadãos do mundo.

Acredito que a educação bilingue ultrapassa fronteiras, enriquece o conhecimento, clareie a visão e abra um mundo de possibilidades para as crianças.

Renata Lamounier
Diretora do Vila da Serra e especialista em Bilinguismo