Nosso Blog

construção de vínculos na escola

Publicado por

Maria Clara

A construção de vínculos na escola

Em uma escola que tem como base a afetividade, a construção de vínculos torna-se essencial para o trabalho de excelência do professor com os seus alunos. Vínculo é tudo aquilo que liga ou estabelece relação.

Neste campo, acontecem as trocas de experiências nas quais o professor não é aquele que meramente transmite conhecimento, mas atua como mediador. Desse modo, permitindo que a criança seja protagonista no processo de aprendizagem.

E como estabelecemos a construção de vínculos na escola? Veja agora com um artigo completo sobre o assunto.

Como ocorre a construção de vínculos na escola?

Trata-se de uma relação construída no dia-a-dia. Ou seja, para que o vínculo realmente se estabeleça, há uma transferência. Este termo, utilizado em diversas áreas, tem o significado de deslocamento, transporte e passagem de um lugar ao outro.

Na Psicanálise, Freud define transferência como um fenômeno psíquico presente em todas as relações humanas. Partindo deste pressuposto, as consideramos como berço do vínculo da relação professor-aluno.

Sendo assim, cada conquista é valorizada e o aluno é encorajado a revelar suas habilidades e competências no campo pedagógico e socioemocional.

construção do vínculo na escola

O aluno como sujeito

Na transferência e construção de vínculos na escola, existe uma identificação simbólica onde a individualidade é percebida e respeitada. O aluno é sujeito e, por isto, o professor incentiva que ele participe ativamente dos projetos de sala desde os maternais.

Desse modo, existe o acolhimento dos medos e desejos e o acolhimento das conquistas e desafios. Nesta relação respeitosa e dialógica, constrói-se o vínculo e o professor torna-se a ponte para o aprendizado.

Além disso, existe o incentivo a explorar e vivenciar diversas situações contando com o seu apoio, afetividade e empatia.

Estimulando o diálogo para construção do vínculo na escola

Por isso, é preciso estimular o diálogo, a escuta e a compreensão sobre a dinâmica de cada aluno, incluindo as relações familiares que influenciam diretamente no processo educativo. Ademais, a família também é recebida, acolhida e chamada a fazer parte da trajetória, assimilando o seu papel e o da escola.

Por fim, na Escola Bilboquê os professores conhecem e reconhecem a importância do vínculo diariamente. Assim, se colocam como ponte, em prol do desenvolvimento dos alunos.

Curtiu o texto? Confira mais dicas para o entendimento da educação dos filhos aqui no blog.

Conheça mais nosso trabalho aqui. Siga a escola no Instagram para mais dicas e novidades.

Imaculada Braga Campos
Psicóloga Escolar

Escola Bilboquê Buritis

Enviar
1
Precisa de Ajuda?
Olá, quero solicitar mais informações sobre o processo de Matrícula da Escola Bilboquê.