Nosso Blog

Time Bilboquê Vila da Serra

Publicado por

Maria Clara

Time Vila da Serra: Larissa Assis, psicóloga escolar

Pouco a pouco, o time da Escola Bilboquê Vila da Serra vai tomando forma. Larissa Assis, graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) é quem assume o cargo de Psicóloga Escolar. E não há quem não a conheça por aqui. Natural de Divinópolis (MG), a mineira de 32 anos já faz parte da equipe desde fevereiro de 2021, apoiando ativamente os projetos pedagógicos tanto do Vila, quanto do Buritis e Gutierrez. Com formação completa no Curso Normal – Magistério, atualmente, ela também cursa Pedagogia, na Faculdade Pitágoras. Sua trajetória na educação começou há sete anos e, hoje, você tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a profissional.

  • Larissa, por que você se interessou pela Psicologia? Como tudo começou?

“A Psicologia surgiu na minha vida ainda na adolescência, quando comecei a fazer terapia. Foi como paciente que me encantei pela área e percebi que a saúde vai muito além do corpo físico, envolvendo um cuidado constante com a mente e as questões emocionais. Sempre gostei de ajudar pessoas e entendi que a Psicologia poderia ser um caminho de muitas realizações pessoais e profissionais. Em meio aos estudos, outra paixão acabou se revelando muito forte: o desenvolvimento infantil. Já sabia que iria trabalhar com crianças e, depois de cursar disciplinas relacionadas a educação, tive certeza de que minha trajetória seria traçada na escola.”

  • O que determinou a sua inserção no campo da Psicologia Escolar?

“Depois de algum tempo acompanhando crianças na clínica e monitorando os atendimentos dos alunos no estágio de Psicopedagogia, percebi que os problemas de aprendizagem acompanhados em consultório envolviam muitas questões, sendo uma delas, o sistema escolar. Diante disso, senti a necessidade de ampliar minhas experiências na instituição escola, começando como estagiária e, em seguida, atuando como professora e coordenadora, até chegar à minha ocupação atual, como Psicóloga Escolar.”

  • Como você enxerga o seu papel na Escola Bilboquê?

“Meu papel na Escola Bilboquê vai muito além dos cuidados individuais de cada sujeito. Envolve as relações estabelecidas nas práticas educacionais, os processos em desenvolvimento, a elaboração de projetos e a orientação de professores. Além disso, vejo o Psicólogo Escolar como alguém que deve pensar na prevenção de problemas e não somente na mediação dos conflitos que surgem no dia a dia. Para isso, é necessária uma gestão da equipe bem elaborada e estruturada, de maneira a valorizar nossos profissionais e trazer cada vez mais destaque e crescimento a cada colaborador. É um papel essencial para que possamos realizar um trabalho multidisciplinar e completo.”

  • Para você, quais os diferenciais da Escola Bilboquê Vila da Serra?

“A Escola Bilboquê Vila da Serra oferece um trabalho único e especial. Além de carregar toda a história de amor e dedicação que a Bilboquê vem construindo ao longo de quase 30 anos, traremos grandes inovações em nossas práticas educacionais. A escola conta com uma excelente estrutura, salas modernas, Espaço Maker, Atelier de Artes, Parque de Águas, dentre outras novidades. Contamos, também, com uma equipe especializada em educação que busca sempre o crescimento e aprimoramento profissional. Nossa Equipe Multidisciplinar oferece atendimento individualizado a cada família e cada criança. Aqui, somos apaixonados por educação, por isso, nosso trabalho se torna referência por onde passamos.”

  • O Vila inicia a sua jornada em um momento, socialmente, desafiador. Quais as principais dificuldades do acompanhamento escolar neste novo contexto, em meio a uma pandemia?

“A pandemia trouxe à tona a importância de trabalharmos as competências sócio-emocionais na primeira infância. Nosso maior desafio é oferecer um ambiente capaz de acolher as crianças e oferecer recursos para que elas possam desenvolver habilidades emocionais para lidar com tempos difíceis. Por isso, precisamos estar atentos às demandas que surgem no mundo pós-pandemia, precisamos de muita resiliência e criatividade para formar cidadãos críticos, conscientes e empáticos. Só assim poderemos vencer estes tempos e construir um futuro melhor.”

  • Sabendo que todo desafio também pode trazer recompensas, como você avalia o seu trabalho na Instituição?

“A maior recompensa é ver como o amor e cuidado são capazes de contribuir para uma formação íntegra e diferenciada na primeira infância. É nessa idade que muitas habilidades físicas, cognitivas e emocionais precisam ser bem desenvolvidas para uma trajetória de aprendizagem rica e saudável. Participar ativamente do desenvolvimento das crianças e vê-las progredindo é sem dúvidas a maior recompensa que podemos ter. É através desse trabalho que mantemos acessa a esperança da construção de um mundo cada vez melhor.”

Larissa Assis